Veloso Amaral reencontra-se com Hillman Imp na Rampa do Caramulo 40 anos depois

Veloso Amaral reencontra-se com Hillman Imp na Rampa do Caramulo 40 anos depois

Veloso Amaral é detentor de uma longa carreira desportiva, contando com cerca de 400 provas realizadas. Desde as rampas aos circuitos, dos ralis ao todo-o-terreno, o piloto de Mangualde começou nos finais da década de 60 por disputar provas de perícia ao volante de um Hillman Imp.
 
Veloso Amaral figurava entre os 38 participantes que disputaram a primeira edição da Rampa do Caramulo, ao volante de um Hillman Imp. O piloto português que se encontra no activo desde 1969 regressa ao Caramulo no ano em que se assinalam os 40 anos da mítica Rampa à qual a vila empresta o nome.
 
O seu regresso será marcado por dois felizes reencontros, Veloso Amaral irá subir a Rampa Histórica Michelin ao volante do Hillman Imp que conduziu na primeira edição da Rampa do Caramulo em 1979. Além do Hillman Imp, Veloso Amaral cruzar-se-á com o Simca 1000 Rallye 2 que integra actualmente a colecção de automóveis do Museu do Caramulo. Foi com este automóvel que correu nas épocas de 1982 e 1983, disputando provas como o Circuito de Vila do Conde, Rally de Portugal, Circuito Grão-Pára Estoril e a Rampa da Pena (conquistando inclusivamente o primeiro lugar à classe na VI Rampa de Portalegre disputada em Junho de 1983).

A Rampa Histórica Michelin, integrada no Caramulo Motorfesival, tem despertado um grande interesse entre pilotos que disputam provas nacionais destinadas a automóveis do Grupo 1, contando já com a presença de vários modelos, entre os quais um Datsun 260Z, Lotus 26R, Golf Gti e Alfa Romeo GTA.